Como controlar a compulsão alimentar

Já falei por aqui sobre transtornos alimentares e recebi alguns depoimentos por nas minhas mídias sociais. Todos eles têm alguns fatores comuns que caracterizam a compulsão. O momento que estamos vivendo está colaborando para o desenvolvimento desses sintomas então tá na hora da gente começar a pensar a respeito. A compulsão é considerada uma doença mental, onde a pessoa sente a necessidade de comer mesmo estando sem fome e satisfeita. Vamos controlar alguns cenários:

Para de fazer dietas restritivas: quando você se impõe a retirada de algum alimento o desejo aumenta e logo leva a compulsão. Se sua dieta te traz tristeza você está fazendo dieta ERRADO.

Compulsão alimentar
  • Jejum: falo sempre por aqui que jejum é metodologia, não é plano alimentar. Ele deve ser acompanhado, pois não é todo mundo que precisa ou que suporta fazer o processo. Você pode emagrecer com um plano alimentar feito por um nutricionista.
  • Saúde Emocional: cuidar do emocional é essencial. Estresse, ansiedade, traumas, problemas com a autoimagem desencadeiam não só a compulsão, mas diversos outros transtornos. Procure ajuda profissional.
  • Rede de apoio: construa relações saudáveis e compartilhe suas angustias. Afaste-se de quem te causa mal estar e não aceite estar em relações abusivas. Sua família, amigos e parceiro devem ser parte da solução, não do problema.
  • Check-up médico: Busque orientação médica e faça um check-up. É importante saber como está o seu organismo e se precisamos nos atentar para algo. A compulsão pode trazer condições ou piorar doenças pré-existentes.
  • Cuide de você: tire um tempo para refletir sobre o que te leva a ter esse comportamento. Priorize o seu bem-estar e busque momentos de prazer que não envolvam a comida. Aceite que você está com um problema e está buscando tratamento para solucioná-lo.

Isso é um começo. Entendam que a compulsão pode estar em um estágio que exija um tratamento específico. Dúvidas? Estou a disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *