A internet espalha e a Nutri desmente

Esse tema é muito importante, pois meus pacientes trazem diversas questões para o consultório e sempre são informações colhidas na internet, vídeos do WhatsApp, Youtube…Já expliquei por aqui que a maioria dos sites e produtores de conteúdo monetizam com as “visualizações” do usuário. Então, o cuidado com a fonte é essencial. Não cliquem em sites ou vídeos apelativos. Combinado?

Vamos aos exageros, mentiras ou mitos :

  • Os superalimentos: por melhores que sejam as propriedades nutricionais de um alimento ele jamais vai fazer milagres. Os resultados de emagrecimento, ganho de massa ou desempenho esportivo são alcançados por um plano alimentar equilibrado e que considera vários fatores. Não adianta colocar a salvação da lavoura nas costas do limão, do gengibre, do abacate ou do coco…
  •  Uma taça de vinho aqui, uma barra de chocolate ali e uma xícara de café: Mais um exemplo isolado. Não adiantará tomar uma taça de vinho para o coração e ser sedentário, comer a barra de chocolate meio amargo e fazer longos intervalos de jejum ou tomar a xícara de café e não consumir a quantidade ideal de proteína. Novamente, não há salvação da lavoura. Existem pesquisas sobre o assunto, mas a forma como a informação está sendo entregue é errado.
  • Contar calorias: A gente sabe que nutrição não é matemática. O nosso corpo lida com diferentes fontes de caloria através de processos metabólicos distintos. Aliás, é importante ressaltar que a composição nutricional do alimento é muito mais importante que o valor calórico dele.
  • Coma isso que acabará com a gordura acumulada nas pernas: Promessas assim são um exemplo claro de “caça clique”. O nosso organismo trabalha de forma integrada e nenhum alimento vai atuar ativamente em uma área específica do corpo.
  •  Probióticos do organismo magro: Saúde intestinal é uma coisa. Agora, afirmar que um produto vai modificar o seu organismo para alcançar o padrão de um organismo magro é pseudociência. Não há como implantar bactérias em um organismo com sobrepeso e esperar mudanças. Além de mentira é ingenuidade de quem acredita né?!
O importante é a gente entender que não existe milagre e que caminhos mais curtos são caros, ineficientes e/ou cobram o preço mais tarde. Continuamos o trabalho por aqui, contem comigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *